Escolha uma Página

Você conhece alguém que esteja sempre de bem com a vida, mesmo quando as coisas não estão tão favoráveis? O que será que essas pessoas fazem para ser assim? Quais são as suas prioridades, como lidam com a dor e com os momentos tristes? Será que as pessoas mais felizes do mundo estão sempre alegres?

Muitas pessoas acreditam que a felicidade está condicionada a ter uma vida repleta de facilidades, ou uma condição financeira e social muito satisfatória, ou ainda ter uma família como aquelas de propaganda de margarina.

Mas, a verdade é que facilidade só rima com felicidade na letra morta. Na vida, o que rima melhor com felicidade são palavras como escolhas, aceitação e propósito.

Felicidade tem mais a ver com uma maneira de viver a vida do que com os resultados que a vida oferece.

Tem mais a ver com missão de vida, algo que vá além das próprias necessidades pessoais, do que com satisfação e conforto, seja financeiro ou até emocional.

Pessoas que conseguem encontrar um propósito no que fazem e um sentido no que lhes acontece têm muito mais possibilidade de superar crises e tragédias pessoais do que aquelas que acreditam que a felicidade depende essencialmente de estar em situações agradáveis.

Felicidade é, acima de tudo, um jeito de viver a vida, e não um resultado de uma vida cheia de momentos alegres. Uma pessoa alegre pode sentir-se feliz naquele momento, mas uma pessoa feliz pode inclusive viver momentos de profunda dor sem que isso lhe tire a capacidade de recuperar-se e seguir em frente. Isso porque para ser feliz precisamos construir um sentido que não dependa exclusivamente das circunstâncias que a vida oferece.

Existem estados que, quando cultivados, despertam esse jeito de viver a vida. Estados como:

  • a gratidão
  • a empatia
  • o perdão
  • a gentileza
  • a inspiração
  • o otimismo
  • a coragem
  • o altruísmo
  • a aceitação
  • etc.

E cada uma delas se desenvolve de muitas maneiras… mas uma forma de desenvolver todas juntas, simultaneamente, é aprendendo a produzir um estado de presença, que é a capacidade de estar completamente aberto para experienciar e discernir em meio às circunstâncias e os estados internos.

O estado de presença é a essência da meditação e a chave mais simples para viver uma vida repleta de beleza e propósito.

Gostou? Compartilhe nas redes sociais!